Portas Abertas socorre refugiados em Kousseri

CHADE (*) - Os eventos dramáticos de Ndjamena que ocorreram nos dias 2 e 6 de fevereiro deste ano, quando as forças do governo se opuseram às forças rebeldes, geraram mais de 16 mil refugiados na cidade de Kousseri no Camarões, fronteira de Ndjamena pelo rio de Logone. Embora abrigos internacionais de assistência estivessem disponíveis, como o Refúgio da Alta Estação, muitas vítimas preferiram se refugiar em igrejas.

O pastor da Igreja Fraternal de Lacka Kousseri testemunha: “Os refugiados cristãos sentem mais a presença e proteção de Deus quando se encontram aqui na igreja. Por essa razão, nós desenvolvemos especialmente para eles um momento de oração e meditação na palavra de Deus todas as manhãs, e lá eles estão regularmente”.

A ajuda aos refugiados cristãos tem sido facilitada pelas igrejas locais. A Portas Abertas visitou acampamentos de refugiados em áreas da igreja de Lacka I, supervisionada pela União das Igrejas Evangélicas de Camarões, da igreja de Lacka II, supervisionada pela Fraternidade das Igrejas Luteranas de Camarões, a área de Madana, supevisionada pela Assembléia Cristã no Chade situada em Kousseri (CAT, sigla em inglês).

Cerca de 8 toneladas de suprimentos (cereal, óleo, peixe, sabão, amendoim e açúcar) foram distribuídas a cerca de 260 cristãos presentes nas áreas das igrejas.

A Portas Abertas trouxe os alimentos para que os esforços das igrejas fossem reduzidos, o que foi apreciado pelo pastor Foundouwot Aloys, presidente do Conselho das Igrejas Protestantes de Kousseri.

Um filme foi mostrado (“Bambu no Inverno”, em tradução livre) o que abençoou os refugiados da área de Lacka I. Vários refugiados que estavam desesperados renovaram seu compromisso de fé em Jesus.

Abaixo estão algumas das reações dos refugiados:

Pastor refugiado: “Eu agradeço a Portas Abertas de todo o meu coração pelo suporte alimentício que trouxe para nós. Neste momento, eu sou um pastor sem ovelhas porque alguns membros foram dispersos devido à guerra. Até agora, estou separado da minha família que mandei ao vilarejo. Orem pela paz no meu país, orem pela minha igreja e pela minha família”.

Jovem cristão: “No meu vôo, esqueci minha Bíblia, e no momento, eu estou convencido que o único auxílio certo é Deus. Orem para que Deus me dê outra Bíblia e para que eu cresça na fé apesar das dificuldades que nós passamos”.

Pontos de Oração:

- Muitos refugiados permanecem traumatizados. Ore para que o Senhor os restaure.

- Os refugiados estão expostos a doenças como meningite, malária e cólera. Ore para que Deus proteja a saúde deles.

- Ore pelos refugiados que estão perdidos de suas famílias, para que eles tornem a se unir

- Ore para que haja paz duradoura no Chade

Tradução: Luis Felipe Carrijo Silva

* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Fonte: Missão Portas Abertas

Nenhum comentário: